O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 

Linha de crédito para servidor da PMJP oferece R$ 2 milhões em recursos


O prefeito Luciano Agra lançou nesta terça-feira a nova linha de crédito do Empreender-JP (Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios de João Pessoa) que passa a oferecer empréstimos consignados a funcionários do Município. A modalidade “Microcrédito Social Consignado” já começa com um aporte de recursos de R$ 2 milhões, segundo divulgou Agra durante a cerimônia, realizada no auditório do Centro Administrativo Municipal, em Água Fria.

Podem solicitar o serviço, os servidores efetivos (tanto os estatutários quanto os celetistas), aposentados, pensionistas, funcionários comissionados e terceirizados. “E essa linha de crédito não é apenas para abrir negócios. Ela é para o servidor municipal utilizar em toda e qualquer necessidade que tiver. Para que ele possa melhorar a condição de vida dele e de toda a sua família”, declarou o secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável da Produção, Raimundo Nunes.

De acordo com ele, as solicitações de empréstimo podem ser realizadas a partir de amanhã, tanto na própria Secretaria (Sedesp, localizada na rua Cardoso Vieira, 85, bairro do Varadouro), quanto pela internet. Se optar pela segunda opção, o funcionário deve acessar a página da PMJP (www.joaopessoa.pb.gov.br), clicar em “Servidor Online”, depois em “Consignado Online” e, por fim, selecionar a opção “Empreender-JP”.

O prefeito Luciano Agra declarou que a Prefeitura vem realizando uma série de ações que comprovam a opção da atual administração em favor do servidor municipal. “A quantidade de demandas é grande, por isso entendemos que vocês merecem muito mais do que o estamos conseguindo oferecer. Mesmo assim esperamos estar no caminho certo”, declarou Agra a um auditório lotado de servidores.
De acordo com ele, a administração sabe que, quando o servidor não está estimulado, com disposição

para o trabalho, o serviço público todo anda mal. O prefeito comparou o contracheque de alguns funcionários a “árvores de Natal”, tamanha é a quantidade de empréstimos consignados realizados a juros altos com bancos e financeiras. “E isso termina comprometendo seriamente a renda do funcionário e de sua família, tira o sono do servidor e o impede até mesmo de trabalhar”, afirmou.

Com o Empreender, segundo ele, o servidor vai poder “juntas todas as suas dívidas em uma só”, porém deixará de pagar os altos juros do sistema financeiro tradicional. No Empreender-JP, o juro cobrado é de apenas 0,9% ao mês, o menor do mercado. “Tendo uma ferramenta poderosa como o Empreender, não poderíamos deixar de usá-la”, afirmou.

Tecnologia da Informação – Segundo Luciano Agra, nos próximos dias o programa vai lançar uma nova linha especial de crédito. Trata-se da modalidade “Tecnologia da Informação”, que vai atender a pequenos negociantes e prestadores de serviço que trabalhem com informática, designer, webdesigner, desenvolvimento de sofwtare e um grande número de outras atividades relacionadas a essa área.
“As novas cidades estão deixando a produção industrial um pouco de lado e se concentrando na produção do conhecimento. Vemos hoje uma quantidade grande de jovens que trabalham com essa área e que podem ser melhor incentivados”, afirmou Agra. A nova linha funcionará em parceria com o projeto “Farol Digital”, do Sebrae da Paraíba.

Banco popular – Durante o evento, o secretário da Sedesp, Raimundo Nunes, revelou que o Empreender conseguiu capitalizar nos últimos seis anos R$ 30 milhões em recursos e, em breve, deve virar um banco popular. “Consultamos o Banco Central e fomos informados de que isso já é possível, de que não há nenhum impedimento”, revelou o secretário. Desde 2005, quando foi criado, o programa municipal investiu R$ 27 milhões na economia pessoense, por meio de 10,8 mil contratos de empréstimo, segundo dados atualizados divulgados durante o evento desta terça-feira.

Fonte: Site da Prefeitura de João Pessoa (PB)

Valorizando o servidor – Funcionárias efetivas da Secretaria Municipal de Educação, as servidoras Tânia Almeida e Eunice Interaminense estiveram presentes ao lançamento da linha Microcrédito Social Consignado e elogiaram a iniciativa. “Estamos há 30 anos como funcionárias de carreira na Prefeitura de João Pessoa e podemos dizer que essa é uma gestão ‘pé no chão’, que ama a cidade e que prioriza o bem do servidor”, afirmou Eunice.

Ela diz que não vai retirar empréstimo no momento, mas que pensa em solicitar crédito, sim, pra ajudar na pequena empresa do filho. “Vamos conversar primeiro para saber do que ele está precisando. Mas já é muito bom saber que temos uma ‘poupança’ à qual podemos recorrer sempre que necessário”.

Segundo Tânia Almeida, a iniciativa ajuda o servidor a trabalhar mais satisfeito e confiante. “Ele deu um pouco mais de estabilidade à gente e isso também é qualidade de vida. E se o funcionário trabalha com um nível de satisfação mais elevado, então a qualidade do serviço também melhora”, afirma.

 

 

 

ESCREVA AQUI A SUA MENSAGEM | LER MENSAGENS

 

 
 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player